Ban saúda cessar-fogo por prazo indeterminado no Oriente Médio

Ouvir /

Acordo entre israelenses e palestinos foi alcançado em negociações realizadas no Cairo, Egito; secretário-geral afirmou que futuro melhor para Gaza e Israel depende de uma trégua sustentável.

Ban Ki-moon. Foto: ONU/Devra Berkowitz

Edgard Júnior, da Radio ONU em Nova York.*

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, saudou esta terça-feira o anúncio de um cessar-fogo por prazo indeterminado alcançado entre israelenses e palestinos.

Segundo o porta-voz do chefe da ONU, Stephane Dujarric, Ban disse que um futuro melhor para Gaza e Israel depende de um cessar-fogo sustentável e que cabe às duas partes respeitar esse acordo.

Alívio

O secretário-geral declarou que após a última onda de mortes e de mais destruição de residências palestinas, os civis dos dois lados precisam de um alívio a fim de retomar suas vidas diárias.

Além disso, ele afirmou que é importante também permitir a entrada de ajuda humanitária e de esforços de reconstrução para avaliar as necessidades da população da Faixa de Gaza.

Ban disse no comunicado que as crianças de Gaza e de Israel devem ter condições de iniciar o ano letivo sem o barulho dos alarmes de foguetes e bombardeios.

Sofrimento

O chefe da ONU afirmou que "depois de 50 dias de profundo sofrimento humano e destruição de prédios e casas, qualquer violação do cessar fogo será absolutamente irresponsável".

Dujarric disse também que segundo o secretário-geral, "qualquer esforço de paz que não lide diretamente com a raiz dos problemas da crise fará pouco mais do que preparar o ambiente para um novo ciclo de violência".

Ele declarou que "Gaza deve ser trazida de volta sob um governo palestino legítimo e que siga os compromisso da OLP; o bloqueio de Gaza deve terminar e as preocupações legímitas de segurança de Israel devem ser abordadas".

Esforços

Ban disse que as Nações Unidas estão prontas para apoiar os esforços que lidem com os fatores estruturais do conflito entre os dois lados.

Além disso, o secretário-geral continua esperançoso de que o cessar fogo prolongado funcionará como um prelúdio de um processo político, que na sua opinião é a única forma de se alcançar uma paz durável.

Ban declarou que "a solução de dois Estados é a única opção viável."

O chefe da ONU pediu "a israelenses e palestinos que retornem à mesa de negociações para chegar a um acordo final que aborde todas questões centrais e que ponha um fim à ocupação de 47 anos."

Apresentação: Laura Gelbert.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031