Até 2050, duas em cada cinco crianças do mundo estarão na África, diz Unicef

Ouvir /

Aumento da população infantil deve ser de 40%, segundo relatório; nos próximos 35 anos quase dois bilhões de bebês vão nascer no continente; agência defende investimentos nas crianças do local.

Geração 2030/Relatório África. Foto: Unicef

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York*.

Uma projeção inédita de crescimento da população de crianças na África fornece aos líderes uma oportunidade de desenvolver uma estratégia de investimento. O objetivo é possibilitar ao continente, e ao mundo, os benefícios desta transição demográfica.

É o que afirma o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, em um relatório publicado esta terça-feira.

Crianças

De acordo com o documento Geração 2030/Relatório África, por causa das taxas de natalidade altas e o aumento do número de mulheres em idade reprodutiva, nos próximos 35 anos quase dois bilhões de bebês vão nascer na África e a população do continente vai dobrar.

Ainda segundo o relatório, a população com menos de 18 anos vai atingir um bilhão de crianças.

Projeções do documento indicam também que até 2050, cerca de 40 por cento de todos os nascimentos estarão na África, em comparação a 10 por cento em 1950.

Benefícios

A diretora regional do Unicef para o leste e sul da África, Leila Gharagozloo-Pakkala, disse que este estudo deve ser um "catalisador para um diálogo global, regional e nacional sobre as crianças" do local. Para a funcionária, se investir em saúde, educação e proteção de crianças agora, o continente poderá obter benefícios econômicos experimentados anteriormente em outras regiões que passaram por mudanças demográficas semelhantes.

Apesar da melhora nas taxas, o continente africano ainda tem cerca de metade da mortalidade infantil no mundo e esta proporção pode subir para 70 por cento até 2050.

O documento menciona que três em 10 crianças africanas vivem em situações de fragilidade e afetadas por conflitos.

Ele pede atenção especial à Nigéria, que já tem o maior número de nascimentos do continente e terá quase 10 por cento dos nascimentos no mundo até 2050.

O relatório defende ainda investimento na expansão do acesso à saúde reprodutiva e esforços para empoderar meninas e mantê-las na escola.

* Apresentação: Leda Letra.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031