Miguel Trovoada passa a representar Ban Ki-moon na Guiné-Bissau

Ouvir /

Antigo estadista são-tomense, de 77 anos, também vai liderar o Escritório Integrado da ONU para Consolidação da Paz no país; cargo foi assunido pelo timorense José Ramos Horta até junho.

Escritório da ONU na Guiné-Bissau

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O ex-presidente de São Tomé e Príncipe, Miguel Trovoada, é o novo representante do secretário-geral das Nações Unidas na Guiné-Bissau.

Em nota sobre a nomeação, publicada esta quarta-feira, Ban Ki-moon afirma que o antigo estadista será também o chefe do Escritório Integrado da ONU para Consolidação da Paz na Guiné-Bissau, Uniogbis.

Ramos Horta

No cargo, Trovoada sucede ao antigo presidente timorense José Ramos Horta, que deixou de exercer as funções em finais de junho.

Ban expressa gratidão pela liderança e pelos esforços de Ramos Horta no pronunciamento que destaca progressos na restauração da ordem constitucional na Guiné-Bissau.

Horta também é elogiado pela mobilização de apoio internacional para o país além da promoção de uma abordagem coordenada entre os parceiros internacionais.

Experiência

A nota realça a experiência política e diplomática de Trovoada, de 77 anos, particularmente por ter assumido responsabilidades de alto nível tanto no país como na região.

O novo chefe da ONU na Guiné-Bissau assumiu a presidência são-tomense por 10 anos, após vencer as primeiras eleições multipartidárias em 1991. Antes, Trovoada foi primeiro-ministro do seu país, de 1975 a 1979.

Formado em Direito na Universidade de Lisboa, o recém-nomeado foi secretário executivo da Comissão do Golfo da Guiné, de 2009 a 2013.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031