Icao enviou peritos para investigar queda de avião malaio na Ucrânia

Ouvir /

Peritos devem ajudar a determinar causas do acidente do voo MH17; agências noticiosas informaram a chegada de corpos das vítimas à cidade de Kharkiv, fora do controlo dos rebeldes.

Foto: Icao

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Especialistas em investigação de acidentes da Organização Internacional da Aviação Civil, Icao, já estão na Ucrânia para ajudar a determinar as causas do acidente que envolveu o voo MH17 da Malásia Airlines.

A informação foi dada esta terça-feira pela agência da ONU, que explicou que os peritos partiram no fim de semana. Eles também devem fazer recomendações para ajudar a prevenir futuras situações do género.

Rebeldes

A queda do aparelho provocou a morte das 298 pessoas que seguiam a bordo, na passada quinta-feira. O acidente ocorreu numa área do leste da Ucrânia, próxima da Rússia, que é controlada pelos rebeldes.

De acordo com a Icao, a deslocação foi em resposta ao pedido de ajuda da Ucrânia. O presidente do Conselho da Icao disse tratar-se de um processo trabalhoso, e pediu a colaboração de todos os envolvidos com a equipa internacional de investigadores.

Olumuyiwa Aliu afirmou que entre as necessidades estão o acesso a todas as provas e aos dados.

Corpos

Entretanto, agências noticiosas anunciaram esta terça-feira a chegada de um comboio que transportava os corpos das vítimas do acidente aéreo à cidade ucraniana de Kharkiv, fora da área controlada pelos rebeldes.

Na segunda-feira, o Conselho de Segurança adotou uma resolução a exigir o acesso imediato ao local.

O documento, proposto pela Austrália, exige o fim das atividades militares na área para o avanço de uma investigação internacional completa, profunda e independente.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031