Criado novo limite para presença de chumbo nas fórmulas de leite

Ouvir /

Pela decisão da Comissão Codex Alimentarius, o máximo passa a ser de 0,01 mg por kg de leite em pó para bebês e crianças; novo padrão também limita a 0,2 mg por kg o total de arsênio permitido no arroz.

Foto: Banco Mundial/Edwin Huffman

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O órgão da ONU responsável por criar padrões de segurança na indústria de alimentos adotou novas recomendações com o objetivo de proteger consumidores de todo o mundo.

A partir de agora, o limite de chumbo permitido em fórmulas de leite para bebês e crianças é de 0,01 mg por kg. Outra medida é sobre a presença de arsênio no arroz, que deve ser de no máximo 0,2 mg por kg de alimento.

Leis Nacionais

As decisões foram tomadas pela Comissão Codex Alimentarius, órgão gerenciado pela Organização Mundial da Saúde, OMS, e pela agência da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO.

As medidas do Codex servem de base para leis nacionais e fornecem padrões de segurança para o comércio internacional de alimentos. A reunião anual da comissão, que ocorre em Genebra esta semana, tem a participação de representantes de 170 países.

As nações concordaram que bebês e crianças são mais vulneráveis aos efeitos tóxicos do chumbo, podendo sofrer danos irreversíveis de saúde, em especial no cérebro e sistema nervoso central.

Câncer

Geralmente presente no meio ambiente, o chumbo pode ser encontrado em ingredientes utilizados na fabricação das fórmulas de leite.

Do mesmo jeito, a exposição ao arsênio pode causar câncer e lesões na pele, além de estar associada a doenças do coração e diabetes. A ingestão de arsênio pode gerar danos ao cérebro.

Plantações

O elemento está presente naturalmente no solo e em águas subterrâneas, e pode ser absorvido pelas plantações. Segundo a Comissão Codex Alimentarius, chega a ser "alarmante" que o arroz absorva arsênio em maior quantidade do que qualquer outra cultura.

A preocupação é maior nos países da Ásia, onde as colheitas são irrigadas com água subterrânea rica em sedimentos de arsênio. Melhorar as práticas de irrigação ajuda a reduzir a contaminação.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031