Ban realça chamada à ação no Dia Internacional Nelson Mandela

Ouvir /

Voluntariado e sessão especial da Assembleia Geral marcam data em que ícone anti-apartheid completaria 96 anos; ex-presidente são-tomense pede que exemplo de liderança de Mandela seja transportado para o mundo.

Nelson Mandela Foto: Unesco

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Na celebração do Dia Internacional Nelson Mandela, assinalado neste 18 de julho, o secretário-geral das Nações Unidas disse que a efeméride é uma chamada à ação.

Ban Ki-moon afirmou que a data pode ser marcada a ajudar a resolver problemas reais em comunidades. Para o chefe da ONU, pode ser dado um grande significado à celebração "em conjunto, abrindo caminho para um futuro melhor".

Líderança

Se estivesse vivo, o ícone anti-apartheid completaria 96 anos nesta sexta-feira. Sobre a sua morte, em dezembro passado, Ban disse que o mundo perdeu um dos seus maiores líderes.

O antigo presidente de São Tomé e Príncipe, Miguel Trovoada, falou do herói sul-africano. De Luanda, o novo representante do secretário-geral das Nações Unidas na Guiné-Bissau disse que o exemplo de liderança de Mandela deve ser transportado para o mundo.

"Houve uma altura em que exercemos as funções de presidente em simultâneo. Aliás, tive a oportunidade e o privilégio de estar em Pretória quando o presidente Mandela prestou juramento no dia da posse. A mensagem que se pode ter, falando de Mandela e da data do seu aniversário, é que todos nos transformemos, nos nossos países, em pequenos Mandelas."

Comunidades

Ban deve cuidar de árvores como forma da sua participação no Dia Internacional Nelson Mandela. A ação vai envolver também outros funcionários da ONU a cuidar de várias árvores plantadas perto de sede da ONU e em comunidades no bairro de Harlem, em Nova Iorque, em parceria com a iniciativa MillionTreesNYC.

A Assembleia Geral vai marcar a data com uma cerimónia que vai honrar as contribuições do líder sul-africano para a democracia, a justiça racial e a reconciliação.

Prémio

Além de Ban Ki-moon e do presidente da Assembleia Geral, a cerimónia terá a participação da presidente do parlamento sul-africano, Baleka Mbete, e do líder norte-americano dos direitos cívicos, Jesse Jackson.

Na reunião será formalmente anunciada a criação do Prémio Nelson Rolihlahla Mandela das Nações Unidas.

Voluntariado

Anualmente a ONU encoraja que sejam dedicados 67 minutos de voluntariado como parte da campanha "Transforma a Ação, Inspire a Mudança".

A ideia da iniciativa é que seja dedicado um minuto para cada ano consagrado por Mandela ao serviço público como defensor dos direitos humanos, prisioneiro de consciência, pacificador internacional e presidente da África do Sul.

Em todo o mundo, os escritórios da organização estarão envolvidos em eventos em homenagem ao antigo presidente sul-africano.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031