Ban quer que países implementem protocolo sobre tráfico humano

Ouvir /

Apelo marca Dia Mundial Contra o Tráfico de Pessoas esta quarta-feira, 30 de junho; secretário-geral pediu ação mundial para acabar com o problema.

Dia Mundial contra o Tráfico de Pessoas. Imagem: Unodc

Edgard Júnior, da Radio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, fez um apelo aos países para que ratifiquem e implementem a Convenção contra o Crime Organizado Transnacional e o seu Protocolo sobre Tráfico de Pessoas.

O pedido foi feito para marcar o Dia Mundial Contra o Tráfico de Pessoas esta quarta-feira, 30 de junho. O Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, afirma que esse tipo de crime afeta 2,5 milhões de pessoas no mundo e gera US$ 32 bilhões, o equivalente a mais de R$ 73 bilhões.

Direitos e Dignidade

Ban afirmou que o tráfico humano é uma indústria global insensível que tira os direitos e a dignidade das vítimas e gera bilhões de dólares para as redes do crime organizado.

O chefe da ONU declarou que para acabar com os traficantes é preciso cortar os canais de financiamento e apreender os bens dos criminosos.

Segundo ele, os mais atingidos pelo tráfico de pessoas são mulheres e crianças que acabam sendo exploradas sexualmente ou para realizar trabalho forçado, comparado à escravidão.

Sociedade

Em entrevista à Rádio ONU em Maputo, Carla Mendonça, especialista em proteção da criança no Unicef em Moçambique, afirma que a luta contra o tráfico deve envolver outros fatores chaves da sociedade. 

“Um dos direitos mais elementares da pessoa humana é o direito à vida, direito à dignidade e integridade física. E nós, como Unicef, temos estado a trabalhar no sentido de apoiar os parceiros, nomeadamente o governo, através do Ministério do Interior, da Justiça e grupos comunitários de massas, no sentido de potenciar estes atores chaves para identificação das vítimas.”

Impunidade

O diretor-executivo do Unodc, Yuri Fedotov, falou sobre o problema da impunidade.

Segundo ele, desde 2007 o número de condenações por este tipo de crime continua muito baixo. O relatório global do Unodc sobre tráfico humano mostrou que 15% dos países não registraram uma só condenação entre 2010 e 2012.

Fedotov disse que outros 25% registraram até 10 condenações.

Na opinião do diretor-executivo, a punição dos criminosos é importante não apenas para que eles paguem pelos atos que cometeram mas também para mostrar que esse tipo de violação não será mais tolerado.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 23 DE OUTUBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 23 DE OUTUBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2014
S T Q Q S S D
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031