Violência mata pelo menos 45 na República Centro-Africana

Ouvir /

Estimativas reveladas pelo Acnur correspondem a atos ocorridos nesta semana em Bambari; centro urbano comercial já é considerado cidade-fantasma.

Insegurança na República Centro-Africana obriga população a abandonar as suas casas. Foto: Acnur/F. Noy

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Pelo menos 45 pessoas morreram devido a atos de violência registados esta semana na República Centro-Africana, revelou o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur.

A agência afirma que a área urbana de Bambari tornou-se uma "cidade fantasma", devido à fuga de milhares de pessoas com receios de ataques retaliatórios que iniciaram esta segunda-feira.

Muçulmanos

Após um ataque contra um acampamento que acolhia muçulmanos, nos arredores de Bambari, seguiram-se ações similares de grupos armados contra civis dentro e fora da cidade.

Em nota, o Acnur revela que bairros cristãos foram "praticamente esvaziados", tendo os antigos moradores saído em busca de abrigo em locais lotados de gente que tenta sobreviver.

A agência explicou que a situação torna-se mais grave com a estação chuvosa em curso. Pelo menos 530 mil pessoas foram obrigadas a deixar as suas casas.

Auxílio

Desde janeiro do ano passado, estima-se que 140 mil pessoas procuraram abrigo nos vizinhos Camarões, República Democrática do Congo, Chade e Congo.

A agência considera volátil a situação de segurança, que dificulta a distribuição do auxílio das agências aos mais necessitados.

Há receios de que um número cada vez crescente de pessoas pretende sair e os que o fazem estão em condições consideradas absolutamente desprezíveis. Entre eles estão pessoas feridas com facões e subnutridas.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031