Refugiados no Iraque, sírios pedem ajuda da ONU para voltar a seu país

Ouvir /

Civis que estão na província iraquiana de Anbar pediram assistência ao Acnur para retornar à Síria; representante do secretário-geral no Iraque quer um plano nacional "contra ameaça terrorista do Isil".

Refugiados sírios. Foto: ONU/Fabienne Vinet

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Sírios refugiados na província de Anbar, no Iraque, estão pedindo ajuda do Alto Comissariado da ONU para Refugiados para retornar à Síria. Em Anbar, as situações humanitária e de segurança pioraram, aumentando o número de deslocados internos.

Segundo o porta-voz do secretário-geral, na província de Ninewa, pelo menos 9,6 mil famílias estão desalojadas, muitas em áreas sob controle das forças do Curdistão.

Abrigos

Em Dohuk e Erbil, equipes da ONU relatam que garantir abrigo para os civis continua sendo a principal preocupação. Além do Acnur, o Unicef e o Programa Mundial de Alimentos seguem trabalhando no Iraque, aumentando a assistência para as famílias afetadas.

Esta quarta-feira, o representante do secretário-geral no Iraque fez um discurso em nome de Ban Ki-moon durante uma reunião da Organização para a Cooperação Islâmica.

Plano Nacional

Em Jeddah, na Arábia Saudita, Nickolay Mladenov pediu aos líderes iraquianos que trabalhem juntos em um plano de segurança nacional sobre a "ameaça terrorista do Isil", o grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante.

O representante de Ban falou que a piora da segurança é muito alarmante e aumenta as tensões sectárias na região. Mladenov indicou que o plano deve ser baseado no respeito aos direitos humanos, incluindo iniciativas políticas que tratem as preocupações de todas as comunidades iraquianas.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031