Pinheiro diz que fortalecimento do Isil pode complicar conflito sírio

Ouvir /

Presidente da Comissão de Inquérito sobre a Síria preocupado com influência do grupo terrorista Estado Islâmico do Iraque e do Levante; novo relatório fala em continuação de bombardeios, torturas e apoio financeiro ao governo e oposição sírios.

Integrantes da Comissão, com Pinheiro à direita. Foto: ONU/Jean-Marc Ferré

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

A Comissão de Inquérito sobre a Síria apresentou esta terça-feira um novo relatório ao Conselho de Direitos Humanos da ONU. Em Genebra, o presidente da Comissão destacou o aumento da violência "a níveis sem precedentes".

Paulo Sérgio Pinheiro explicou que sua equipe realizou 3 mil entrevistas e analisou várias fotos de pessoas mortas, muitas com marcas de estrangulamento e de outros abusos.

Apoio Financeiro

Antes de apresentar o documento ao Conselho, o presidente da Comissão concedeu entrevista à Rádio ONU de Genebra e falou de "crimes de guerra e contra a humanidade".

"Bombardeios por parte da aviação militar síria, continuação do recurso sistemático à tortura, o aumento das detenções arbitrárias e das mortes dentro dos estabelecimentos de detenção. Evidentemente, a continuação do apoio financeiro do lado do governo e do lado dos grupos armados não estatais para que possam continuar a praticar mais violações de direitos humanos e crimes contra a humanidade com essas armas que eles conseguem adquirir com os recursos que recebem."

Ataques

Paulo Sérgio Pinheiro lamenta a interrupção do processo de negociação na Síria, após reuniões realizadas em Genebra. Para o presidente da Comissão de Inquérito, preocupa o fortalecimento do grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil. 

"O grande complicador hoje é certamente o ataque de uma organização extremista que está ocorrendo no Iraque. Este grupo tem feito barbaridades, tem decapitado prisioneiros, perpetram ações que podem ser caracterizadas como terrorismo. É o que pode haver de pior em termos de conflito, é o fortalecimento deste tipo de organização que não é submetida a nenhum controle."

No entanto, o presidente da Comissão de Inquérito sobre a Síria ressalta não ter mandato para avaliar a situação no Iraque. Paulo Sérgio Pinheiro destaca que sua equipe continua pedindo ao governo sírio acesso integral ao país, para analisar a crise local.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031