ONU realça situação crítica de segurança no Médio Oriente

Ouvir /

Subsecretário-geral para os Assuntos Políticos disse ter havido uma rápida evolução ao apontar para centenas de novas prisões por Israel; representante deplorou ataques ao país a partir da Faixa de Gaza.

Jeffrey Feltman Foto: ONU/Mark Garten

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O subsecretário-geral das Nações Unidas para os Assuntos Políticos deplorou esta segunda-feira o "desenvolvimento rápido para uma situação crítica de segurança no terreno" no contexto israelo-palestiniano.

Falando ao Conselho de Segurança, Jeffrey Feltman manifestou a sua preocupação com relatos de que mais de 350 palestinianos já teriam sido presos, vários feridos e quatro mortos, incluindo um menor a 20 de junho.

Aumento da Violência

O informe anterior sobre a situação na região foi apresentado ao órgão em finais de abril. Desde o período, o subsecretário disse que 39 foguetes e morteiros foram disparados da Faixa de Gaza para Israel.

Conforme citou, o crescente número de mortos devido às operações de segurança de Israel na Cisjordânia é alarmante. Ele apontou para um aumento na violência na Cisjordânia com as buscas para encontrar os "três estudantes sequestrados perto de Hebron em Israel".

Após condenar a morte de civis, pediu uma investigação sobre os acontecimentos.

Presos

Feltman também recordou que a greve de fome de presos administrativos e outros palestinianos estava no 61º dia, a coincidir com o "anúncio de novas unidades de assentamento" nos territórios ocupados.

Conforme mencionou, a calma frágil em Gaza foi interrompida pelos foguetes disparados em direção a Israel, que também deu resposta militar.

O responsável disse que tanto os israelitas como os palestinianos têm a responsabilidade de exercer a máxima contenção para travar o fenómeno, restaurar a calma e olhar para a possibilidade do retorno às negociações.

Retorno

Para o representante, este é momento para um novo impulso e vontade política para acabar com a ocupação e o conflito que, por muito tempo tem marcado a vida de israelitas e palestinianos.

Para ele, o conjunto de questões pode ser resolvido caso as partes ajam com responsabilidade e moderação. Tal seria a condição para renovar a busca do retorno às negociações, para que seja abordada a falta de horizonte político e evitar nova escalada da violência.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031