ONU-Opaq: prazo para retirada das armas químicas sírias não será cumprido

Ouvir /

Coordenadora da Missão disse ao Conselho de Segurança que ainda faltam 7,2% do arsenal sírio para ser retirado do país; Sigrid Kaag lembrou que a equipe conseguiu eliminar 100% do isopropanol produzido no país, substância usada para produzir o gás sarin.

Sigrid Kaag nesta quarta-feira na sede da ONU em Nova York. Foto: ONU/Devra Berkowitz

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A coordenadora da Missão da ONU e da Organização para Proibição de Armas Químicas, Opaq, Sigrid Kaag, afirmou esta quarta-feira que não será cumprido o prazo para a retirada das armas químicas da Síria, que deveria acontecer até 30 de junho.

Depois de reunião no Conselho de Segurança, Kaag disse aos jornalistas em Nova York, que falta ainda retirar 7,2 % do arsenal sírio. O material está localizado em áreas de confrontos violentos.

Segurança

Segundo ela, para mover todas essas armas será necessário reforçar a segurança da operação. Para cumprir o mandato do Conselho de Segurança, de eliminar as armas químicas sírias, a missão terá de estender o período de trabalho no país.

A coordenadora da Missão da ONU-Opaq declarou que importantes progressos foram alcançados nos últimos noves meses. Ela explicou que quase todo o programa de armas sírias declarado pelas autoridades foi destruído, incluindo equipamentos de fabricação, laboratórios móveis, instalações de produção e áreas de estoque.

Kaag lembrou que a equipe conseguiu eliminar 100% do isopropanol produzido no país, substância usada para fabricar o gás sarin.

Objetivo

Para atingir o objetivo de destruir as armas químicas sírias, a representante da ONU-Opaq disse que a comunidade internacional deve trabalhar de forma conjunta.

As autoridades sírias afirmaram que assim que a situação de segurança permitir, os armamentos químicos serão retirados imediatamente dessa última região.

Para explicar o atraso, Kaag disse que além do restante do arsenal estar numa região de fortes confrontos armados, não há muitas estradas que possam ser utilizadas de forma segura.

Além disso, segundo ela, o processo da retirada das armas químicas e o embarque do material nos navios americanos para destruição leva aproximadamente 60 dias.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031