OIM: Meio milhão de iraquianos em fuga devido à violência em Mossul

Ouvir /

Agência da ONU fala de um elevado número de vítimas civis devido à violência; agências de notícias afirmam que a segunda principal cidade do Iraque foi tomada pelo grupo Isil, com ligações à Al-Qaeda.

Iraquianos fogem da violência em Mossul (foto de 9 de junho). Foto: OIM Iraque

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização Internacional para Migrações, OIM, anunciou que 500 mil iraquianos fugiram de Mossul devido a receios de um aumento da violência após a tomada da cidade por grupos armados da oposição.

Nesta quarta-feira, a agência citou relatos da continuação de bombardeamentos indiscriminados no segundo maior centro urbano do Iraque. O recolher obrigatório está em vigor há seis dias na principal cidade da província nortenha de Nínive.

Fuga a Pé

Funcionários da OIM no terreno disseram que os deslocados internos não estão autorizados a usar os seus veículos na cidade, o que limita o acesso aos serviços básicos e obriga-os a fugir a pé.

Um comunicado da agência aponta que a violência fez "um elevado número de vítimas civis". O principal complexo de saúde, composto por quatro hospitais, é inacessível por estar na área onde decorrem os combates.

Várias mesquitas foram convertidas em clínicas para tratar as vítimas, apontam os relatos.

Território Considerável

Agências de notícias dizem que as ações foram levadas a cabo por um grupo considerado braço do Al-Qaeda denominado Estado Islâmico do Iraque e do Levante Isis.

O também conhecido como Isil estaria a controlar um território considerável do leste da Síria e das áreas oriental e central do Iraque.

Pesadas Baixas

A OIM explica que os intensos combates entre os grupos armados e as forças de segurança iraquianas iniciaram na manhã de sexta-feira com pesadas baixas.

No domingo, as forças do governo deixaram a cidade, o que permitiu que os atacantes controlassem edifícios governamentais, o aeroporto internacional e todas as bases militares e da polícia.

De acordo com a agência da ONU, para fugir de Mossul os residentes seguem em direção à margem oriental, para outras partes da província de Nínive e para a região do Curdistão.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031