Ministros de mais de 160 países debatem meio ambiente em assembleia da ONU

Ouvir /

Encontro de alto nível no Quênia foi aberto nesta quinta-feira com a presença do presidente do país, Uhuru Kenyatta, e do príncipe de Mônaco, Alberto II; no topo da agenda está uma abordagem coordenada para combater crimes ambientais e propostas para a agenda de desenvolvimento pós-2015.

Achim Steiner, Príncipe Albert II e Uhuru Kenyatta

Mônica Villela Grayley, enviada especial da Rádio ONU a Nairóbi.

A sede do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, abriu suas portas nesta quinta-feira para receber mais de 160 ministros do Meio Ambiente e do Desenvolvimento.

O encontro de alto nível é a parte mais importante da primeira Assembleia do Meio Ambiente realizada pelo Pnuma. A agência da ONU teve seu perfil ampliado após uma decisão anunciada durante a conferência Rio + 20, realizada em 2012 no Rio de Janeiro. O objetivo é dedicar políticas e ações para a promoção do desenvolvimento sustentável e do combate à mudança climática.

Liderança

O discurso de abertura foi feito pelo presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta. Ele lembrou que a ampliação do Pnuma foi um compromisso assumido pelos chefes de Estado e de Governo e que é preciso vontade política para se atingir um equilíbrio entre as esferas social, econômica e ambiental.

Já o príncipe de Mônaco, Alberto II, afirmou que o mundo tem uma obrigação para com a geração atual e futura de proteger o planeta. Alberto II começou o discurso homenageando a ambientalista queniana Wangari Maathai, que morreu em 2011. O príncipe citou as palavras da ativista ao dizer que não "se deve desistir ou demonstrar cansaço" na luta ambiental.

Terroristas

Alberto II, que também preside a Comissão sobre Esporte e Desenvolvimento do Comitê Olímpico Internacional, COI, ressaltou a urgência do combate ao crime ambiental, lembrando que este tipo de crime sustenta atividades terroristas.

O presidente da Assembleia Geral da ONU disse que os ministros do Meio Ambiente e do Desenvolvimento devem enviar uma clara mensagem ao mundo sobre o futuro sustentável que é apoiado também pelas Nações Unidas. As propostas da Assembleia do Meio Ambiente serão discutidas pela próxima sessão da Assembleia Geral, que ocorre em setembro em Nova York.

A Assembleia do Meio Ambiente deve terminar nesta sexta-feira com um discurso do secretário-geral Ban Ki-moon. A ministra do Brasil, Izabella Teixeira, discursou na abertura do encontro de alto nível. Estão presentes ainda ministros e vice-ministros de Angola, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031