Ébola mata mais de 20 pessoas em três dias na Guiné-Conacri

Ouvir /

País mais afetado da África Ocidental registou 37 casos entre 29 de maio a 1 de junho; OMS não aconselha quaisquer restrições de viagem ou comerciais às nações afetadas, incluindo Serra Leoa e Libéria.

Especialista analisa amostras de casos suspeitos de ébola. Foto: OMS/G. Smyth

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, revelou esta quarta-feira que 21 pessoas morreram em três dias devido ao vírus ébola na Guiné-Conacri.

Em comunicado, lançado esta quarta-feira, a agência disse que 37 novos casos foram registados entre 29 de maio e 1 de junho em cinco distritos.

Mortes

Desde a confirmação do surto no país, em março passado, foram verificados 328 casos e 208 mortes.

No mesmo período, a vizinha Serra Leoa registou três casos confirmados e 10 suspeitos, sem óbitos. Já na Libéria foi registado um caso suspeito com origem na Serra Leoa.

Restrições

A OMS não recomenda quaisquer restrições de viagem ou comerciais para os três países com base na informação que dispõem sobre a doença.

O vírus é transmitido por pessoas ou animais infetados através do contacto com sangue, com secreções respiratórias e outros fluidos do corpo. Estima-se que até 90% dos infetados podem morrer devido à doença altamente contagiosa.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 17 DE OUTUBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 17 DE OUTUBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031