Cultivo de coca na Bolívia cai pelo terceiro ano consecutivo

Ouvir /

Segundo Escritório da ONU sobre Drogas e Crime, Unodc, a queda foi de 9% no ano passado; pesquisa produzida em conjunto com o governo boliviano mostra que 23 mil hectares servem para o cultivo da planta.

Plantação de coca. Foto: Unodc

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O cultivo da folha de coca na Bolívia caiu 9% no ano passado, segundo uma pesquisa divulgada pelo Escritório da ONU sobre Drogas e Crime, Unodc e o governo do país.

Foi a terceira queda consecutiva, sendo que em 2013, a área utilizada para o cultivo de coca foi de 23 mil hectares. O representante do Unodc na Bolívia, Antonino De Leo, destaca que isto representa a menor área cultivada desde 2002.

Cochabamba

Imagens de satélite mostram reduções nas duas principais áreas de produção da folha de coca, em Yangas de La Paz e Cochabamba, responsáveis por 99% do cultivo. Em Cochabamba, a diminuição foi de 12% e em Yangas de La Paz, de 7%.

No ano passado, a quantidade de coca comercializada nos dois mercados autorizados, Villa Fátima e Sabaca, chegou a 19 mil toneladas. O Unodc explica que o volume é equivalente a 53% do total produzido.

Preços

O preço médio da folha aumentou 5% se comparado com 2012, chegando a valer até US$ 7,8 por kg. O valor total da produção da coca na Bolívia no ano passado chegou a US$ 283 milhões.

Houve ainda destruição de quase 6 mil fábricas de pasta de coca. Segundo o Unodc, iniciativas  lideradas pelo governo foram responsáveis pela redução do cultivo.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031