Ban: "Direitos humanos e Estado de direito para erradicar pobreza"

Ouvir /

Secretário-geral afirmou que é preciso equilibrar as necessidades dos povos e do planeta enquanto se põe um fim à pobreza extrema e às diferenças econômicas e sociais; declaração foi feita na abertura de um encontro de alto nível na sede da ONU.

Ban Ki-moon. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon afirmou esta segunda-feira que os direitos humanos e o Estado de direito serão importantes esforços para erradicar a pobreza extrema.

A declaração foi feita na abertura do encontro de alto nível sobre as contribuições dos direitos humanos e do Estado de direito na Agenda de Desenvolvimento Sustentável pós-2015, na sede das Nações Unidas.

Necessidades

Ban disse que o mundo precisa equilibrar as necessidades dos povos e do planeta enquanto, ao mesmo tempo, acaba com a pobreza extrema e reduz as diferenças econômicas e sociais.

O secretário-geral declarou que a ONU foi criada tendo como base vários princípios fundamentais, entre eles, os de que as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos.

Além disso, todos têm direito à vida, liberdade e segurança. Ban afirmou que a pobreza, a desigualdade e a injustiça são uma afronta a esses princípios.

Meta do Milênio

Ele lembrou que apesar de o mundo ter atingido a Meta do Milênio de reduzir a pobreza pela metade, mais de 1 bilhão de pessoas permanecem extremamente pobres.

Segundo o chefe da ONU, a desigualdade e a vulnerabilidade estão aumentando, e não somente em termos de renda e riqueza. Ban disse que pobreza e discriminação estão ligadas ao gênero, raça, orientação sexual e social, entre outros.

Para o secretário-geral, os pobres são mais vulneráveis quando os recursos naturais são escassos ou explorados de forma insustentável. Eles são também os mais afetados pela mudança climática e pelos desastres naturais.

Respeito

Da mesma forma, os mais necessitados são as principais vítimas em casos de instabilidade social, crimes e violência.

Em seu relatório "Vida de Dignidade para Todos", lançado ano passado, Ban deixou claro que erradicar a pobreza e alcançar a paz e o desenvolvimento sustentável não será possível sem o respeito aos direitos humanos.

Ele afirmou que toda pessoa tem direito a todos os direitos e por isso a nova agenda de desenvolvimento deve ser universal e sustentada pelas obrigações de direitos humanos, normas e padrões.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031