Agência da ONU lança plano para recuperar turismo das Filipinas

Ouvir /

País ainda enfrenta consequências do tufão Haiyan e do terremoto Bohol, que atingiram o país em 2013; Organização Mundial do Turismo destaca que 4,7 milhões visitaram as Filipinas no ano passado.

Estragos causados pelo tufão Haiyan nas Filipinas. Foto: ONU/Evan Schneider

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial do Turismo, OMT, está lançando um plano para recuperar o setor nas Filipinas. O secretário-geral da agência, Taleb Rifai, visitou a província de Bohol, afetada por um terremoto em outubro. O desastre natural matou 200 pessoas e deixou mais de 344 mil sem casa.

No mês seguinte, em novembro, o país foi atingido pelo tufão Haiyan, que deixou mais de 4 milhões de pessoas desabrigadas e matou 6 mil civis.

Marketing

O plano de recuperação, lançado pela OMT com o apoio do Departamento de Turismo das Filipinas, tem como principal meta ajudar no desenvolvimento da província de Bohol. A agência da ONU lembra que o turismo é fundamental para a região.

Por isso, faz parte do plano criar uma estratégia de marketing para Bohol, avaliar a infraestrutura turística e o que precisa ser priorizado. A OMT quer também desenvolver novos produtos que estejam de acordo com a posição de Bohol como "destino ecocultural".

Crescimento

Durante a passagem pela província, o chefe da agência da ONU declarou que o povo filipino demonstrou "muita coragem e confiança" após os desastres. Ele lembrou que o turismo é um dos melhores meios para o crescimento sustentável do país.

Taleb Rifai também visitou Tacloban, área afetada pelo tufão Haiyan. Lá, estão sendo finalizados projetos turísticos no Centro de Aprendizado em Mudança Climática. Outra meta é fortalecer a economia local incluindo o turismo como fonte alternativa de renda.

Apesar de dois grandes desastres naturais, a OMT afirma que o número de turistas internacionais aumentou em 10% nas Filipinas no ano passado. O país recebeu 4,7 milhões de visitantes e as receitas de turismo aumentaram 15%, chegando a US$ 4,7 bilhões, ou mais de R$ 10,5 bilhões.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031