OMS alerta para subida de casos de ébola na África Ocidental

Ouvir /

Serra Leoa passou a registar 16 doentes até esta quarta-feira; o país mais afetado continua a ser a Guiné-Conacri com 281 casos e 185 mortes.

Jovens em Guiné-Conacri receberam instruções de organizações internacionais de saúde de como se proteger do vírus. Foto: OMS/T. Jasarevic

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, anunciou que o número de casos de infeção pelo vírus ébola está a aumentar na África Ocidental.

Até esta quarta-feira, a Serra Leoa, que recentemente notificou casos confirmados, passou de um para 16 doentes. A informação foi revelada à agência da ONU por um laboratório local.

Óbitos

No país, o número de mortes devido ao ébola manteve-se em quatro no distrito de Kailahun, a leste. A OMS diz acreditar que os casos estejam ligados aos que foram registados na vizinha Guiné-Conacri, que nos últimos cinco dias teve mais 10 óbitos.

Desde o início do surto em março, a Guiné-Conacri registou 281 casos e 185 mortes. Cerca de 17% dos doentes estão na capital Conacri, que também confirmou 26 mortos.

Controlo

O vírus do ébola é transmitido através do contacto com os fluidos como urina, suor e sangue de pessoas ou animais infetados. A doença pode matar até 90% dos pacientes.

A OMS disse que tem realizado reuniões regulares nos países afetados para avaliar a situação atual e propor medidas de prevenção e controlo do surto.

Entretanto, prosseguem investigações nos distritos que reportaram casos, enquanto são implementadas medidas de controlo que incluem aumento da vigilância e identificação de contactos.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031