Música da Guiné-Bissau será atração do Dia da Língua Portuguesa

Ouvir /

Aterra esta segunda-feira em Nova Iorque Zé Manel, fundador da banda Super Mama Djombo; concerto na sede das Nações Unidas vai comemorar os 40 anos de independência do país lusófono.

Ampliação do repertório cultural. Foto: ONU

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Na década de 1960, quando a Guiné-Bissau lutava pela sua independência, um grupo de crianças formou uma banda que viria então a ser um símbolo da revolução cultural do país.

Nascia assim a Orquestra Super Mama Djombo, que tem em Zé Manel um dos seus líderes e fundadores.

Concerto

O músico, que criou a banda aos sete anos de idade, aterra em Nova Iorque esta segunda-feira, com a missão de mostrar a música guineense nas Nações Unidas. O concerto de quarta-feira irá marcar o Dia da Língua Portuguesa.

Neste ano, a cultura da Guiné-Bissau ganha destaque, a coincidir com a celebração dos 40 anos da sua independência. Por isso, a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, escolheu a "Música pela Consolidação da Paz na Guiné-Bissau" como tema do evento.

Cultura

O concerto de Zé Manel pretende mostrar a contribuição da Guiné-Bissau para a ampliação do repertório cultural da Cplp, além de ilustrar o seu papel para o alcance da paz.

As celebrações do Dia da Língua Portuguesa na sede da ONU são organizadas pela Cplp e as missões dos oito países lusófonos: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031