Missão da ONU condena novo ataque suicida no Afeganistão

Ouvir /

Pelo menos 15 pessoas morreram na explosão de um carro-bomba, numa ação do grupo Talebã; representante do secretário-geral lembra que esse tipo de ataque pode ser considerado crime de guerra.

Mark Bowden. Foto: ONU

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A Missão de Assistência das Nações Unidas no Afeganistão, Unama, condenou um ataque suicida ocorrido na quinta-feira na província de Panjshir, no leste do país.

A explosão de um carro-bomba matou pelo menos 15 pessoas, incluindo sete civis, e dezenas ficaram feridas. Segundo a Unama, o Talebã confirmou no site do grupo a autoria do ataque.

Repreensão

Segundo relatos, um carro com explosivos foi detonado em um posto de segurança, na entrada da província. O chefe interino da Unama, Mark Bowden, classificou o ato de "repreensível".

O também vice-representante do secretário-geral para o Afeganistão afirmou que "ataques indiscriminados que matam civis podem ser considerados crimes de guerra".

Bowden lembra que ações do tipo violam a lei humanitária internacional, que deve ser respeitada por todos os lados envolvidos no conflito armado no Afeganistão.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031