Cerca de metade de iemenitas estão afetados pela fome, diz PMA

Ouvir /

Cálculos da agência apontam para 10 milhões de pessoas na situação; plano de recuperação de dois anos deve envolver pouco menos de US$ 500 milhões.

Crianças no Iémen. Foto: Ocha

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Quase metade da população do Iémen é composta por pessoas que passam fome ou estão à beira de passar pela situação, advertiu esta sexta-feira o Programa Mundial de Alimentação, PMA.

A agência calcula que 10 milhões de pessoas enfrentam o problema no país, que está perante uma crise humanitária.

Perigo

Em nota, publicada em Genebra, a agência anuncia que impulsionou as suas operações devido ao perigo de insegurança alimentar grave enfrentado por 5 milhões de pessoas.

As taxas de desnutrição infantil do país estão entre as mais altas do mundo. Cerca de metade dos menores de cinco anos sofre de nanismo e 1 milhão são desnutridos agudos.

Crianças

O PMA disse que está a intensificar as suas intervenções nutricionais em cinco províncias costeiras, que juntas absorvem a metade das crianças desnutridas do país.

Em junho, o plano é iniciar uma operação de recuperação, que durante dois anos deve apoiar os afetados no combate à segurança alimentar e nutricional. Pretende-se também gerir conflitos e as consequências das pressões naturais, além de abordar a fome a longo prazo.

A agência precisa de cerca de um quarto dos US$ 491 milhões necessários para a operação, que deve abranger 6 milhões de pessoas.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031