Cerca de 3,5 milhões de sírios estão sem receber ajuda humanitária

Ouvir /

Segundo agências da ONU, está impossível chegar a pelo menos 262 locais; trabalhadores humanitários pedem apoio ao governo da Síria e à oposição.

Refugiados sírios. Foto: ONU/Fabienne Vinet

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Segundo agências das Nações Unidas, o desafio para ajudar os civis na Síria está cada vez maior. O Escritório de Assistência Humanitária, Ocha, a Organização Mundial da Saúde, OMS, e o Alto Comissariado para Refugiados, Acnur, chamaram novamente a atenção para a situação no país.

Esta sexta-feira, representantes das três agências informaram que continua a entrega de itens essenciais para 240 mil pessoas que estão sitiadas.

Acesso

Mas 3,5 milhões de pessoas precisam de ajuda em 262 locais que as agências não conseguem ter acesso. Por isso, os trabalhadores humanitários estão pedindo mais ajuda do governo sírio e também dos grupos armados da oposição, para facilitar a chegada até os civis.

Já o Comitê Internacional da Cruz Vermelha está aumentando seu orçamento para poder financiar suas operações na Síria e nos países vizinhos que recebem refugiados.

No total, serão 139 milhões de francos suíços, ou quase R$ 350 milhões. Segundo a Cruz Vermelha, o valor é o maior entre todas as operações da entidade nos últimos 15 anos.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 21 DE NOVEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 21 DE NOVEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2014
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930