ONU: "Chile reagiu rapidamente para alertar população sobre tsunami"

Ouvir /

Chefe do Escritório para Redução do Risco de Desastres afirmou que país está altamente exposto a ameaças naturais; terremoto de 8,2 na escala Richter atingiu a região norte nesta terça-feira.

Ricardo Mena

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O chefe do Escritório da ONU para Redução do Risco de Desastres, Ricado Mena, afirmou esta quarta-feira que o Chile reagiu rapidamente para alertar a população sobre a possibilidade de um tsunami.

Em entrevista à Rádio ONU, Mena disse que o país está altamente exposto a ameaças naturais.

Atenção

Segundo ele, o governo chileno deve dar atenção às políticas de planejamento e organização territorial e também ambientais.

Para Mena, é importante que as iniciativas tenham como foco as ameaças naturais para que o desenvolvimento do Chile possa ser sustentável.

Segundo agências de notícias, seis pessoas morreram no terremoto que atingiu 8,2 graus na escala Richter e gerou um alerta de tsunami, nesta terça-feira à noite.

Ocha

O Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha, informou que, até agora, não houve registro de maiores danos e o alerta de tsunami foi suspenso para o Chile, Equador e Perú.

O Ocha disse ainda que o governo chileno decretou Estado de Emergência para a região norte e por precaução, retirou 900 mil pessoas do litoral para áreas mais seguras.

A agência da ONU afirmou que está monitorando a situação com as autoridades chilenas mas não houve, até o momento, nenhum pedido para assistência internacional.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031