Nações Unidas reagem ao anúncio de eleições presidenciais na Síria

Ouvir /

Porta-voz do secretário-geral diz que pleito irá causar danos ao processo político do país; líder do parlamento confirmou que votação será no dia 3 de junho; segundo agências, Bashar al-Assad pode tentar reeleição.

Stephane Dujarric

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

As Nações Unidas reagiram ao anúncio feito pelo parlamento da Síria esta segunda-feira, confirmando que as eleições presidenciais estão marcadas para o dia 3 de junho.

O líder do parlamento, Mohammed al-Lahham, teria confirmado que os candidatos à presidência podem começar a se registrar a partir desta terça-feira.

Danos

Segundo agências de notícias, é esperado que o presidente Bashar al-Assad se candidate à reeleição na tentativa de cumprir um terceiro mandato de sete anos.

Na sede da ONU, em Nova York, o porta-voz do Secretário-Geral afirmou que a realização de eleições nas circunstâncias atuais, "em meio ao conflito e grande deslocamento" de civis irá danificar o processo político sírio.

Solução

Stephane Dujarric afirmou ainda que as eleições são incompatíveis com o "espírito e o conteúdo" do Comunicado de Genebra, documento que indica os passos para o processo de paz na Síria.

O porta-voz também disse que o pleito presidencial pode dificultar as perspectivas para a solução política que o país tanto precisa com urgência. Segundo Dujarric, a ONU continua empenhada em buscar uma solução para a tragédia síria.

*Apresentação: Leda Letra.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031