Missão no Afeganistão condena atentado que matou fotógrafa da agência AP

Ouvir /

Anja Niedringhaus, 48 anos, morreu na hora; repórter Kathy Ganon, que a acompanhava, ficou ferida no ataque a tiros no leste do país; em nota, representante da ONU elogiou trabalho das jornalistas.

Foto: Unesco

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Missão das Nações Unidas no Afeganistão, Unama, classificou de "repugnante" um atentado que matou, nesta sexta-feira, a fotógrafa da agência de notícias Associated Press.

Anja Niedringhaus, 48 anos, morreu na hora. Ela estava acompanhada da repórter Kathy Ganon dentro de um carro da AP que integrava um comboio escoltado pela polícia afegã. O ataque ocorreu no distrito de Tani, na província de Khots, no leste do Afeganistão.

Futuro Melhor

Segundo agências de notícias, um policial se aproximou do carro e abriu fogo contra as duas mulheres. Autoridades dizem que a repórter Kathy Ganon foi socorrida e está fora de perigo.

O chefe da Unama, Jan Kubis, disse que as duas jornalistas estavam trabalhando para informar o público sobre as eleições presidenciais e legislativas, marcadas para este sábado, 5 de abril.

Kubis afirmou estar horrorizado com o ataque a civis. Ele lembrou ainda que as duas jornalistas estavam a serviço para contar ao mundo como os cidadãos afegãos estão exercendo o direito de formar um melhor futuro para eles, para seus filhos e o país.

O chefe da Missão da ONU no Afeganistão disse ainda que o ataque representa "uma grande perda" porque as duas jornalistas eram respeitadas e conhecidas pelo profissionalismo, amor e dedidação aos afegãos e a contar a história deles ao mundo.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031