Jovens em Moçambique celebram Dia Mundial do Livro

Ouvir /

O acesso à leitura continua a ser uma grande preocupação para muitos moçambicanos; nesta reportagem, leitores narram desafios e descobertas.

Dia Mundial do Livro. Foto: Unesco

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.

Alusivo ao Dia Mundial do Livro, marcado este 23 de abril, a Rádio ONU em Maputo conversou com alguns representantes de instituições da área para saber de alguns cidadãos que livro estavam a ler, como no caso de Domi Chirong.

"Estou a ler a Bíblia Sagrada  o meu livro de cabeceira, tenho estado a ler livro ligados à temática política." O leitor Elton Luciano: "O último livro que li foi Fundamentos da Engenharia Geotécnica, que fala sobre mecânica dos solos."

Já Simão Machava prefere o "Diário de um Alcoolatra", que retrata a história dos alcoolatras e tem uma mensagem para quem tem o problema em casa e quer ajudar. Ali tem dicas sobre como pode agir contra o álcool."

Desafios 

A Rádio ONU entrevistou Celso Muianga, editor da Ndjira, a primeira editora privada, surgida após os Acordos Gerais de paz em Moçambique. Para Muianga, trabalhar na área do livro em Moçambique é um desafio.

"É um desafio para todos nós continuarmos a trabalhar nesta área com pouca oportunidades porque a nossa atividade ao fim e a cabo deve-se pela contribuição para além dos autores que nos propõem os textos, de muitos parceiros que nos ajudam no financiamento das edições."

Francisco Esaú, diretor do Instituto Nacional do Livro e Disco afirma que esta data é de reflexão e que a instituição que dirige tem realizados feiras do livro para que o acesso à leitura seja para todos.

"Sempre damos prioridade às feiras fora do grande Maputo porque Maputo como capital tem sempre o acesso ainda que difícil pelo preço.  Mas há sempre o acesso facilitado ao livro porque o livro está presente. Agora, os distritos e outras capitais provinciais não… Então é prática, sempre a organizações das grandes feiras fora da grande capitalMaputo."

O Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor foi instituído pela Unesco em 1995. A escolha da data, 23 de abril, assinala o falecimento dos escritores espanhois Miguel de Cervantes e Garcilaso de la Vega e do britânico, William Shakespeare.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031