Embarcações de Missão da ONU são atacadas no Sudão do Sul

Ouvir /

Barcas levavam comida e combustível para a base da Unmiss no Alto Nilo; granadas deixaram quatro tripulantes e soldados de paz feridos no incidente; nennhuma força confirmou autoria do ataque.

Milhares de civis abrigados nas bases da ONU. Foto: Unmiss/Tina Turyagyenda

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

A Missão da ONU no Sudão do Sul condenou nos termos mais fortes um ataque ocorrido contra um comboio esta manhã no Alto Nilo. Granadas foram lançadas contra quatro embarcações contratadas pela missão, que carregavam combustível e comida para os civis.

O ataque deixou quatro pessoas feridas, incluindo tripulantes e soldados de paz da Unmiss, mas nenhum corre risco de morte. Nenhum grupo armado reivindicou a autoria do ataque, incluindo o Exército de Libertação do Povo Sudanês, Spla.

Autorização

As forças da oposição alegaram ainda que não estão presentes na região do Alto Nilo, onde houve o ataque. O comboio de quatro embarcações deixou o estado de Mangalla no dia 18, com 16 tripulantes e 56 soldados da Unmiss.

Dois barcos carregavam um total de 65 mil kg de comida para os deslocados internos que estão abrigados nas bases da ONU em Alto Nilo. Em todo o país, mais de 78 mil pessoas buscaram refúgio nas instalações da ONU.

As outras duas embarcações levam, juntas, mais de 700 mil litros de combustível, incluindo diesel.

O governo do Sudão do Sul havia autorizado a saída do comboio. A missão da ONU pediu novamente o fim das hostilidades e o cumprimento do acordo firmado entre governo e oposição em janeiro deste ano.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031