Em Dia Mundial sobre Autismo, ONU pede integração em escolas e trabalho

Ouvir /

Secretário-geral Ban Ki-moon diz que medida pode ajudar a promover respeito e mudar mentalidades; segundo ele, os governos devem investir em pessoas com autismo e dar poder a elas.

Dia Mundial sobre Autismo Foto: CARE/David Rochkind, Design: Kim Conger

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas marcam neste 2 de abril o Dia Mundial de Conscientização sobre Autismo. Na mensagem sobre a data, o secretário-geral destaca a importância da integração em escolas e no trabalho de pessoas que vivem com autismo.

Segundo Ban, o Dia é uma oportunidade de celebrar a criatividade dessas pessoas e de renovar a promessa da organização de ajudá-las a se realizarem.

Comunidades

Para ele, a educação e o emprego são a chave de uma integração real. Segundo o chefe da ONU, as escolas conectam as crianças as suas comunidades. E os empregos integram os adultos à sociedade.

O Secretário-Geral disse que o sucesso dessas medidas deve ser mensurado pelo grau de integração dos que vivem com autismo.

Ban contou ainda sobre reuniões que tem mantido com parentes, pais, professores e amigos de quem têm autismo. O chefe da ONU diz que sempre sai inspirado dos encontros.

Nesta entrevista à Rádio ONU, de Washington, a médica da Organização Pan-Americana da Saúde, Maristela Monteiro, disse que a integração à sociedade é sempre um fator de ganho para todos.

Curso Universitário 

"É necessário capacitar toda a sociedade, não só com campanhas de conscientização, mas trabalhando diretamente com professores, capacitando, criando a área de educação especial. No Brasil, por exemplo, não existe curso universitário para educação especial. Então, fica muito peso para os pais e poucos serviços que são privados (ficam) com toda a responsabilidade, que a gente sabe é uma massa enorme, de pessoas que necessitam de ajuda."

Ainda em sua mensagem, o chefe da ONU afirmou que as pessoas com autismo merecem trilhar o mesmo caminho dos que não tem a síndrome.

Segundo Ban Ki-moon, a inclusão de crianças com diferentes formas de aprendizado em escolas especializadas e não-especializadas pode mudar mentalidades e promover respeito.

O chefe da ONU encerrou a mensagem afirmando que em momento de crise econômica, os governos devem continuar a investir em serviços para pessoas com autismo. Segundo ele, a medida só beneficia gerações atuais e futuras.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031