Ban exige que governo e oposição da Síria protejam população civil

Ouvir /

Secretário-geral está preocupado com novos relatos de atrocidades no país; ele condenou o assassinato do padre Frans van der Lugt, na cidade de Homs.

Homs, Síria (Junho 2013). Foto: PMA/Laure Chadraoui

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, exigiu que as tropas do governo da Síria e os grupos armados de oposição protejam a população geral.

Com novos relatos de atrocidades no conflito que está levando à destruição do país, Ban disse que os dois lados têm a obrigação legal e a responsabilidade moral de evitar ataques contra civis.

Violência

Ele afirmou que tanto o governo como a oposição devem fazer tudo o que for possível para prevenir a violência, inclusive suspender os bombardeios.

Ban declarou que o assassinato do padre Frans van der Lugt, nesta segunda-feira, é a última tragédia que demonstra a necessidade urgente de se proteger a população.

Segundo agências de notícias, o padre jesuíta vivia na Síria há quase 50 anos. Testemunhas contaram que ele foi retirado de dentro de casa e assassinado com dois tiros na cabeça. O motivo do crime ainda não foi esclarecido.

Direitos Humanos

O chefe da ONU condenou o que que chamou de "ato desumano de violência" contra um homem que, heroicamente, defendeu o povo sírio em meio ao conflito no país.

Ban disse ainda que ficou "horrorizado" com as imagens de execuções ocorridas na cidade de Kassab.

Mesmo a ONU não tendo confirmação oficial da validade desses relatos, ele afirmou que violações dos direitos humanos continuam acontecendo na região e que moradores continuam sendo forçados a fugir para outras áreas.

Sofrimento

O chefe das Nações Unidas disse ainda que as forças do governo continuam destruindo indiscriminadamente bairros inteiros e soterrando famílias sob os escombros de suas casas.

Outra preocupação de Ban é com grupos identificados como organizações terroristas que continuam brutalizando os civis.

O secretário-geral lembrou que muitos na Síria acreditam que o conflito possa ser resolvido militarmente. Ban explicou que mais violência trará somente mais sofrimento e instabilidade para o país e vai semear o caos na região.

Ele fez mais um apelo para que os sírios e todos os que apoiam os grupos dentro do país acabem de uma vez com a violência.

Ban disse que a ONU está preparada para contribuir promovendo um acordo político, prestando assistência humanitária e dando apoio à reconstrução.

Ajuda

No mês passado, o Programa Mundial de Alimentos, PMA, enviou comida para 4 milhões de pessoas na Síria, numa operação considerada recorde.

Um relatório divulgado esta terça-feira pela agência da ONU alerta que uma possível seca na Síria pode prejudicar ainda mais a já frágil situação de segurança alimentar.

Especialistas do PMA disseram que o índice de chuva na Síria desde setembro foi menor do que a média normal, e isso terá um impacto muito grande na próxima safra.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031