Após desastre, Ban Ki-moon envia carta à presidente da Coreia do Sul

Ouvir /

Ban Ki-moon. Foto: ONU/Mark Garten

Barco com mais de 470 pessoas afundou esta quarta-feira; quatro mortes foram confirmadas, mas centenas continuam desaparecidas; Secretário-Geral expressa "profunda tristeza" com o incidente.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU enviou esta quarta-feira uma carta à presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye. Ban Ki-moon expressou sua "profunda tristeza" ao saber do desastre com um barco que afundou em uma ilha do país.

Na carta, Ban enviou "sinceras condolências às famílias das vítimas" e "profunda compaixão" ao governo e ao povo da Coreia. A embarcação transportava mais de 470 pessoas.

Resgate

Segundo agências de notícias, pelo menos quatro pessoas morreram e quase 300 continuam desaparecidas. Muitos passageiros eram estudantes do ensino médio que seguiam para férias.

O governo teria divulgado que mais de 170 pessoas foram resgatadas e que 95% da embarcação ficou submersa. As agências afirmam ainda que este pode ser o pior desastre marítimo da Coreia do Sul em mais de 20 anos.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE AGOSTO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE AGOSTO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

agosto 2014
S T Q Q S S D
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031