Amos afirma que ataques contra civis sírios representam crimes de guerra

Ouvir /

Subsecretária-geral da ONU declarou que ações podem ser consideradas crimes contra a humanidade; ela disse que uso de carros bomba, ataques de morteiros e bombardeios são uma violação da lei humanitária internacional.

Valerie Amos Foto: ONU/Paulo Filgueiras

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A subsecretária-geral da ONU e coordenadora de ajuda de emergência, Valerie Amos, afirmou que os ataques contra os civis na Síria representam crimes de guerra.

Segundo Amos, essas ações podem chegar ao grau de crimes contra a humanidade.

Violência Brutal

A subsecretária-geral se referiu aos atentados com carros-bomba na quarta-feira na cidade de Homs, que deixaram mais de 20 mortos e 100 feridos, incluindo mulheres e crianças.

Ela disse que a violência brutal e os ataques indiscriminados contra a população civil estão ocorrendo há mais de três anos no país e não têm mais o poder de chocar.

Amos afirmou que o uso de carros-bomba, barris de bombas, morteiros ou bombardeios em áreas residenciais sem distinção entre alvos militares ou civis são uma violação da lei humanitária internacional.

Ela declarou que o recrutamento de crianças para combate, a exploração sexual de mulheres e meninas e a violência com base no gênero devem acabar imediatamente.

Valerie Amos disse que mesmo nas guerras existem regras. Segundo ela, todas as partes envolvidas no conflito devem se comprometer a respeitar a lei humanitária internacional.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031