Ajuda do FMI à Ucrânia deve chegar a US$ 18 bilhões até 2016

Ouvir /

Medida ainda tem que ser aprovada pelo Conselho de Administração do órgão; anúncio foi feito após visita de três semanas de delegação do FMI ao país.

Conduta de gás na Ucrânia. Foto: Banco Mundial/Dmytro Glazkov

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O Fundo Monetário Internacional, FMI, está estudando a aprovação de um pacote de US$ 14 a US$ 18 bilhões para a Ucrânia. A quantia equivale a mais de R$ 36 bilhões, e deverá ser entregue ao país nos próximos dois anos.

O desembolso terá de ser aprovado pelo Conselho de Administração do órgão. Segundo o FMI, a economia da Ucrânia está enfrentando uma fase de maior turbulência por causa da crise política.

Gás

Economistas do Fundo lembraram os desequilíbrios macroeconômicos, registrados no ano passado. Uma equipe do FMI passou três semanas no país analisando a situação da economia, antes da divulgação do pacote.

Espera-se que o empréstimo ajude a desbloquear mais de US$ 27 bilhões prometidos ao governo de Kiev por Estados Unidos e União Europeia. Uma das preocupações, segundo agências de notícias, é o corte dos descontos oferecidos à empresa estatal de energia ucraniana pela Rússia. A estatal importava gás da Gazprom, mas segundo relatos, o desconto pode ser suspenso já no próximo ano.

Reforma

O FMI espera que o pacote ajude a restaurar a estabilidade da economia ucraniana "colocando o país na rota do crescimento econômico sustentável além de proteger os mais carentes" da Ucrânia.

O empréstimo deve ajudar a promover as áreas de políticas fiscal e monetária, além de aumentar a transparência.

O Fundo pretende eliminar desequilíbrios externos, melhorar a competitividade, elevar as taxas de exportação entre outros pontos.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031