Pnud lança projeto para apoiar recuperação da República Centro-Africana

Ouvir /

População de cinco cidades deve beneficiar da iniciativa para promover a paz, a recuperação e a coesão social; agência quer que mulheres, jovens e minorias estejam mais próximos das lideranças locais.

Iniciativa pretende reparar infraestruturas danificadas. Foto: Pnud

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Mais de 350 mil pessoas afetadas pelo conflito centro-africano serão abrangidas por um programa para promover o reforço da paz e a recuperação do país, lançado esta quarta-feira.

A iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud,  deve abranger quase um quinto da população da capital, Bangui, estando os restantes em quatro cidades do centro e do oeste. A agência anunciou que o projeto envolve US$ 26 milhões.

Oportunidades

Durante dois anos, pretende-se igualmente promover a coesão social, reconstruir a infraestrutura local além de criar oportunidades de emprego a curto prazo. O foco vai para as comunidades com casas e empreendimentos destruídos pela violência.

Mais de metade da população centro-africana, equivalente a 2,5 milhões de pessoas, carece de assistência humanitária.

Países Vizinhos

Desde dezembro de 2012, a violência e a instabilidade deslocaram 700 mil pessoas e obrigaram a mais de 288 mil a fugir para os vizinhos Camarões, Chade, Congo e República Democrática do Congo.

A representante residente do Pnud em Bangui, Kaarina Immonen, disse que a ideia é ajudar a reconstruir o tecido social ao reduzir a vulnerabilidade nas áreas social, económica e de segurança.

Desenvolvimento

A responsável disse ainda que a iniciativa vai servir de ponte entre o que considera "terrível situação humanitária e os esforços para construir a paz, a resiliência da comunidade e o desenvolvimento a longo prazo."

O arranque das iniciativas de dinheiro pelo trabalho e das atividades de coesão social será em Bangui e em Bossangoa, numa implementação em colaboração com ONGs internacionais.

Entretanto, o Pnud revelou que são necessários cerca de US$ 22 milhões para garantir o cumprimento de todos os objetivos do programa.

Planeamento

O objetivo é reparar infraestruturas danificadas, clínicas e reservatórios de água, esgotos, pontes e outras obras públicas através de programas locais. Pretende-se, igualmente criar postos de trabalho temporários, ajudar a restaurar a economia local e criar novas oportunidades de emprego.

Para prestar auxílio a mulheres, jovens e minorias a agência prevê a formação profissional e apoiar a sua ligação aos líderes locais com vista a um maior contributo no planeamento do desenvolvimento.

*Apresentação: Denise Costa.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 19 DE JANEIRO DE 2018
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 19 DE JANEIRO DE 2018
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

janeiro 2018
S T Q Q S S D
« dez    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031