Palestinos refugiados na Síria voltam a receber comida após 11 dias

Ouvir /

Unrwa conseguiu entregar alimentos para 280 famílias que vivem no acampamento de Yarmouk, próximo à Damasco; cerca de 100 pessoas já morreram de fome no local.

Distribuição de mantimentos em Yarmouk. Foto: Unrwa/Dejan Jasnic

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

Após 11 dias sem receber assistência humanitária, os palestinos que vivem num campo para refugiados na Síria voltaram a ter acesso à comida.

A Agência da ONU de Assistência a Refugiados Palestinos, Unrwa, conseguiu entregar na quarta-feira alimentos suficientes para 280 famílias que vivem em Yarmouk. O acampamento fica próximo à Damasco.

Desespero

Funcionários da Unrwa relataram que uma multidão de "civis desesperados" apareceram para receber os alimentos. A distribuição foi interrompida por três horas até que a situação pudesse ser controlada.

Mas segundo o porta-voz da agência, Chris Gunness, o acesso ao campo não foi liberado esta quinta-feira e por isso, não houve distribuição de comida. Por outro lado, alguns palestinos que estão doentes em condições críticas puderam ser retirados de Yarmouk.

Mortes

A Unrwa espera agora sinal verde para voltar a entregar assistência nesta sexta-feira, o que depende de acordos entre autoridades sírias e os grupos em conflito.

Pela falta de comida e de medicamentos, a Unrwa calcula que 100 palestinos morreram no local nos últimos meses, vítimas da fome ou de enfermidades.

Antes do início da guerra civil síria, o subúrbio de Yarmouk era casa para 160 mil palestinos. Mas milhares abandonaram o local com o aumento da violência e atualmente, cerca de 20 mil pessoas vivem no campo.

 

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 23 DE JANEIRO DE 2018
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 23 DE JANEIRO DE 2018
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

janeiro 2018
S T Q Q S S D
« dez    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031