Número de mortos no Iraque em dezembro foi o maior desde 2008

Ouvir /

Missão da ONU no país, Unami, informou que 759 iraquianos perderam a vida e 1345 foram feridos em atos de terrorismo e violência no mês passado.

Iraque Foto: Unami/Bikem Ekberzade

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

No mês de dezembro, o Iraque registrou o maior número de mortes no conflito desde 2008.

Os dados foram divulgados pela Missão das Nações Unidas no país, Unami, no domingo.

Raízes

Segundo a Missão, somente em dezembro, 759 iraquianos foram mortos e 1345 ficaram feridos em atos de terrorismo e violência.

Ao todo, foram 7818 mortes em 2013, o que representa cerca de mil óbitos a mais que em 2008.

O chefe da Unami, Nickolay Mladenov, disse que os números são um "registro terrível e que confirma, mais uma vez, que as autoridades iraquianas devem tratar, de forma urgente, das raízes da violência."

Para o representante do Secretário-Geral da ONU no Iraque, o país vive um ciclo infernal de violência.

No ano passado, maio foi o mês mais violento com cerca de 3,1 mil civis feridos e também policiais.

O chefe da Unami encerrou o comunicado dizendo que o nível de violência no país é "inaceitável". Para ele, os líderes iraquianos têm de tomar as providências necessárias para evitar que grupos terroristas aumentem as tensões sectárias que existem no Iraque.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE NOVEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 26 DE NOVEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2014
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930