Acnur: quase 1 milhão de deslocados na República Centro-Africana

Ouvir /

Agência da ONU afirmou que desse total 60% são crianças; violência impede acesso de organizações humanitárias aos mais necessitados.

Deslocados na República Centro-Africana. Foto: Acnur

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, alertou que o número de deslocados na República Centro-Africana chegou a 935 mil.

Segundo o Acnur, as crianças representam 60% desse total. Só na capital, Bangui, mais de 512 mil pessoas tiveram de fugir de suas casas e estão em 67 abrigos de emergência ou vivendo na casa de parentes ou amigos.

Ataques

A agência da ONU afirmou que os ataques contra civis, os saques e a presença de homens armados nas ruas estão limitando o acesso das organizações humanitárias aos mais necessitados.

Em Genebra, o porta-voz do Acnur, Babar Baloch, disse esta sexta-feira que a melhora do setor de segurança é essencial para que a ajuda possa chegar a quem precisa.

Baloch afirmou que são necessários mais soldados e uma coordenação operacional para a força de paz da União Africana, Misca, que deve alcançar a marca de 6 mil militares com a chegada das tropas congolesas e ruandesas.

Apelo

Ele informou que aproximadamente 100 mil deslocados fugiram para o aeroporto e que a distribuição de suprimentos está se tornando cada vez mais difícil.

O Acnur alertou também que muitas pessoas estão escondidas nas matas com medo de serem atacadas.

A ONU fez um apelo de US$ 152 milhões, cerca de R$ 350 milhões, para cobrir as operações humanitárias para os deslocados na República Centro-Africana pelos próximos 100 dias.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 31 DE OUTUBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 31 DE OUTUBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2014
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930