Refugiados em bases da ONU no Sudão do Sul aumentam para 63 mil

Ouvir /

Ocha diz que violência no país já deixou mais de 121 mil desalojados; agência acredita que números sejam maiores. 

Refugiados no Sudão do Sul. Foto: Ocha

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O Escritório das Nações Unidas para a Assistência Humanitária, Ocha, afirmou que o número de refugiados nas bases da ONU no Sudão do Sul aumentou para 63 mil.

A agência disse ainda que a crise no país já causou o deslocamento forçado de 121,6 mil pessoas. Na nova atualização, o Ocha considera provável que o número seja superior e cita a falta de informação sobre os deslocamentos nos principais centros populacionais.

Segurança

Segundo a Missão das Nações Unidas no país, Unmiss, a situação da segurança é tensa nos Estados Unity e Upper Nile. As forças do governo conseguiram manter as posições na cidade de Bor e também perto do aeroporto local.

O Departamento de Operações de Paz da ONU está trabalhando com outras missões de paz na região para trasferir rapidamente tropas e equipamentos para o Sudão do Sul.

Bloco

A notícia coincide com a realização de uma reunião sobre o conflito sul-sudanês, que junta líderes regionais do bloco de oito países da África Ocidental, Igad, em Nairobi, capital do Quênia.

De acordo com agências de notícias, o encontro está sendo realizado depois da visita dos líderes do Quênia e da Etiópia ao presidente sul-sudanês, Salva Kiir, em Juba, capital do Sudão do Sul, nesta quinta-feira.

Calcula-se que mais de mil pessoas tenham morrido no país devido aos confrontos étnicos entre as comunidades Dinka de Salva Kiir e Nuer do ex-vice-presidente, Riek Machar, iniciados há duas semanas.

Clínicas

Segundo os funcionários encarregados da assistência humanitária, as principais prioridades são, alimentação, saúde, abrigo, água, saneamento e higiene.

A vacinação contra o sarampo e a poliomielite vai começar antes do Ano Novo. Segundo o Ocha, as clínicas móveis nas instalações da ONU realizam cerca de 350 consultas diárias.

Para os próximos três meses meses, são necessários US$ 166 milhões, quase R$ 400 milhões, para cobrir as operações humanitárias no país.

*Apresentação: Edgard Júnior

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE OUTUBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE OUTUBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2014
S T Q Q S S D
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031