Década Internacional dos Afrodescendentes será celebrada em 2015

Ouvir /

Assembleia Geral criou a data após resolução ser aprovada por consenso; comemorações seguem até 2024, com o tema "reconhecimento, justiça e desenvolvimento."

Afrodescendentes no Chile. Foto: Unic Rio

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.*

A Assembleia Geral da ONU aprovou por consenso, na semana passada, a criação da Década Internacional dos Afrodescendentes. As celebrações começam em 1 de janeiro de 2015 e seguem até 31 de dezembro de 2024.

O tema da década será "Pessoas de Descendência Africana: reconhecimento, justiça e desenvolvimento". Na resolução, a Assembleia Geral destaca que "todos os seres humanos nascem livres, com direitos e dignidades iguais."

Racismo

O texto aprovado também ressalta que apesar de esforços já feitos, "milhões de pessoas continuam sendo vítimas do racismo, da discriminação racial, da xenofobia e da intolerância", que podem tomar formas violentas.

A Década Internacional dos Afrodescendentes vai buscar combater o preconceito, com uma série de atividades em vários países.

Na Assembleia Geral, a representação do Brasil na ONU ressaltou que o país tem o maior número de afrodescendentes vivendo fora da África, que ainda enfrentam "racismo e intolerância herdada de um passado colonial."

Em nota, o governo brasileiro manifestou "satisfação" com a aprovação da década e afirmou que participou diretamente do processo de criação da data.

*Colaborou Gustavo Barreto, do Unic Rio.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 02 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 02 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930