Conferência de Paz para a Síria marcada para 22 de janeiro

Ouvir /

Secretário-Geral da ONU fez o anúncio esta segunda-feira; Ban Ki-moon agradeceu a ajuda dos Estados Unidos, da Rússia e de outros países além do auxílio do enviado especial Lakhdar Brahimi para realizar a reunião.

Ban Ki-moon. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.   

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, anunciou esta segunda-feira que a Conferência de Paz sobre a Síria foi marcada para 22 de janeiro em Genebra, Suíça.

Ban afirmou que a reunião, chamada de Genebra 2, vai contar com a participação de representantes do governo e da oposição sírios pela primeira vez, desde o início do conflito em 2011.

Esforços

O chefe da ONU agradeceu os esforços feitos pelos Estados Unidos, pela Rússia e por outros Estados-membros para chegar a esse ponto. Ban citou também o trabalho realizado pelo enviado especial das Nações Unidas e da Liga Árabe, Lakhdar Brahimi. 

Falando a correspondentes em Nova York, ele afirmou que todos seguem para Genebra numa missão de esperança. Segundo o Secretário-Geral, a conferência representa o caminho para uma transição pacífica.

Ban disse o processo é uma forma de atender as aspirações dos sírios por liberdade, dignidade e também que garanta segurança e proteção para todos no país.

Objetivo

O chefe da ONU afirmou que o objetivo da Conferência é a implementação total do Comunicado de Genebra de junho do ano passado, que determina a criação de um governo de transição com poderes executivos, inclusive sobre os militares e as forças de segurança.

Ban espera que os representantes da Síria cheguem a Genebra com uma compreensão clara da meta do encontro.

Além disso, ele quer que os sírios venham com a intenção séria de acabar com a guerra que já deixou mais de 100 mil mortos e quase 9 milhões de deslocados. Nesse total, Ban citou também pessoas desaparecidas ou detidas e casos de violações de direitos humanos.

Sucesso

O Secretário-Geral afirmou que apesar de a Conferência ter início somente em oito semanas, todos os participantes podem e devem começar a adotar medidas para o sucesso do encontro.

Segundo Ban, entre elas estão o fim da violência, acesso humanitário, liberação dos detidos e o retorno dos refugiados sírios e dos deslocados internos.

Ele deixou claro que a guerra na Síria continua sendo a maior ameaça à paz e à segurança internacionais. Para Ban, será imperdoável não aproveitar a oportunidade para pôr um fim ao sofrimento e a destruição já causados.

O Secretário-Geral reafirmou que a única saída para acabar com a violência e o sofrimento é através de um processo político inclusivo.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 22 DE ABRIL DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 22 DE ABRIL DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

abril 2014
S T Q Q S S D
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930