Resolução diz que participação feminina é crucial nos processos de paz

Ouvir /

Documento foi aprovado por unanimidade no Conselho de Segurança esta sexta-feira; na reunião, Brasil defendeu apoio e promoção das mulheres para a manutenção da paz e da segurança.

Ban Ki-moon e Samantha Power. Foto: ONU/Paulo Filgueiras

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O Conselho de Segurança adotou por unanimidade esta sexta-feira uma resolução com medidas para ampliar a participação das mulheres na prevenção de conflitos e na restauração da paz.

O órgão reafirmou que a paz sustentável precisa integrar política, segurança, desenvolvimento, direitos humanos e igualdade de gênero. Foi feito um apelo aos países membros da ONU para a garantia da participação das mulheres nos processos de paz e segurança.

Impactos

No encontro, o Secretário-Geral Ban Ki-moon elogiou a aprovação do documento.

Para o chefe da ONU, a participação nos processos de paz tem impacto na igualdade de gênero e nos direitos humanos. Segundo Ban, a resolução deixa claro que o envolvimento feminino é crucial para paz sustentável, a recuperação econômica, coesão social e legitimidade política.

Brasil

Já o Brasil considerou que "conhecer a verdade" sobre as violações cometidas contras as mulheres é essencial para o alcance da reconciliação nacional.

Ao discursar no Conselho de Segurança, o embaixador do país na ONU, Guilherme Patriota, afirmou que “o Brasil acredita que o apoio e a promoção da participação feminina na manutenção da paz internacional é  um aspecto importante da responsabilidade do órgão”.

Patriota lamentou que “ainda falta muito para que as mulheres estejam totalmente integradas nos esforços de paz em todo o mundo”.

*Apresentação: Leda Letra.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE OUTUBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE OUTUBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2014
S T Q Q S S D
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031