Missão conjunta chega à Síria para apurar situação de armas químicas

Ouvir /

Conselho de Segurança condenou o uso de gás sarin num ataque nos arredores de Damasco, capital do país, em 21 de agosto; medida prevê eliminação dos estoques de armas químicas com ajuda de especialistas das Nações Unidas e da Organização para Proibição de Armas Químicas, Opcw.

Conselho de Segurança da ONU.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Uma equipe das Nações Unidas e da Organização para Proibição de Armas Químicas (Opcw, na sigla em inglês) chegou a Damasco, capital da Síria, nesta terça-feira.

A missão está iniciando os trabalhos no país quatro dias após o Conselho de Segurança ter condenado o uso de armas químicas na Síria, por unanimidade, numa resolução aprovada na sexta-feira.

Programa

A resolução 2118 endossa um plano para iniciar o processo de destruição do programa de armas químicas no país árabe.

A missão conjunta inclui 19 inspetores da Organização e 14 funcionários da ONU.

Logo na chegada, a equipe estabeleceu uma base logística para iniciar seus trabalhos.

Vistos

Os especialistas devem verificar as informações fornecidas pela Síria, e ajudar o país na fase inicial da tarefa de eliminação da produção de armamentos químicos.

O transporte dos especialistas a Damasco foi feito com a ajuda do Governo sírio, que também concedeu vistos de entrada no país.

O Conselho Executivo da Opcw e o Conselho de Segurança decidiram completar o trabalho até 1º de novembro. Os dois pretendem que o estoque de armas químicas da Síria esteja inteiramente eliminado no primeiro semestre do próximo ano.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 15 DE ABRIL DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 15 DE ABRIL DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

abril 2014
S T Q Q S S D
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930