Haiti tem o nível mais baixo de deslocados internos desde 2011

Ouvir /

Novo relatório sugere que 172 mil pessoas continuam vivendo em 306 acampamentos no país; terremoto de 2010 deixou 1,5 milhão de haitianos desabrigados.

Integrante da Minustah com família haitiana.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O número de haitianos vivendo em acampamentos é o mais baixo desde janeiro de 2011. 

Um relatório, divulgado nesta terça-feira sobre a situação dos desabrigados pelo terremoto de 2010, sugere que o Haiti ainda tem 306 acampamentos com um total de 172 mil pessoas.

Lares

A informação é da Organização Internacional para Migrações, OIM, segundo Gregoire Goodstein, chefe da agência no Haiti.

Goodstein disse que a agência não está feliz com o fato de ainda haver deslocados internos mais de três anos após o terremoto. O número equivale a 45 mil lares haitianos.

Após o sismo de 2010, mais de 1,5 milhão de pessoas ficaram desabrigadas no Haiti.

Dados

Com a redução recorde, a OIM afirma que houve 80% de queda no número de acampamentos no país. Os dados foram coletados entre julho e setembro deste ano.

De acordo com a agência, os programas de incentivo ao retorno à casa e o auxílio-moradia oferecidos aos haitianos, nos últimos três meses, ajudaram a baixar a quantidade de desabrigados pelo terremoto.

As iniciativas, lideradas pelo governo haitiano em parceria com a OIM e outras entidades já ajudaram a realocar quase 56 mil lares no país.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 01 DE OUTUBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 01 DE OUTUBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2014
S T Q Q S S D
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031