Ban diz que não foi notificado da decisão saudita sobre Conselho de Segurança

Ouvir /

Secretário-Geral afirmou que está a par de informações da mídia de que país árabe não pretende assumir cadeira rotativa para o biênio 2013-2014; eleição foi realizada na quinta-feira, quando Arábia Saudita recebeu 176 votos para se juntar ao órgão da ONU.

Ban Ki-moon. Foto: ONU

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon disse esta sexta-feira que a decisão de pertencer ao Conselho de Segurança cabe aos países-membros das Nações Unidas.

Ele fez a declaração numa resposta a jornalistas sobre relatos de que a Arábia Saudita havia decidido não assumir o assento rotativo do Conselho, a partir de 1º de janeiro. A nação árabe foi eleita na quinta-feira com 176 votos ao lado de quatro outros países para um mandato de dois anos.

Comunicado Oficial

O chefe da ONU afirmou que até o momento ele não recebeu nenhum comunicado oficial sobre o assunto.

Ele declarou que espera trabalhar de perto com a Arábia Saudita para lidar com vários desafios globais, em particular, para pôr um fim à guerra na Síria e para ajudar os palestinos a conseguir um Estado viável.

Além disso, Ban quer a ajuda saudita na transição no Iêmen, para aumentar a assistência humanitária a todos os que necessitam e para combater o terrorismo e a proliferação nuclear.

Renúncia

Segundo agências de notícias, a Arábia Saudita teria renunciado ao assento não permanente dizendo que o "Conselho de Segurança é incapaz de resolver conflitos como o da guerra na Síria."

Os países que integram o Conselho atuam em decisões sobre  paz e segurança mundiais o que inclui as operações de manutenção da paz da ONU em todo o mundo.

Logo depois da votação, na quinta-feira, o embaixador da Arábia Saudita junto à ONU, Abdallah Al-Mouallimi, disse que a eleição do país era "reflexo da política saudita de apoio à moderação e para resolver as disputas de forma pacífica".

Mas no comunicado divulgado esta sexta-feira, o Ministério das Relações Exteriores da Arábia Saudita disse que "ao permitir que o regime sírio mate seu povo com armas químicas sem qualquer impedimento ou punição é uma prova clara da incapacidade do Conselho de Segurança de executar seus deveres e responsabilidades".

No documento, o governo saudita disse ainda que o Conselho de Segurança não teve condições de resolver o conflito entre israelenses e palestinos nas últimas décadas e fracassou também em transformar o Oriente Médio numa área livre de armas de destruição em massa.

Ban encerrou seu comentário dizendo que vários países-membros já estão em contato com a Arábia Saudita para discutir o tema, e que ele próprio irá pensar sobre o método como abordar o assunto.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 20 DE OUTUBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 20 DE OUTUBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2014
S T Q Q S S D
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031