Ban condena onda de violência no Egito, que matou dezenas de pessoas

Ouvir /

Secretário-Geral lamenta ataque contra forças militares nesta segunda-feira, quando pelo menos 8 morreram; no domingo, 50 pessoas foram mortas durante protestos.

Ban Ki-moon destaca a importância de manifestações pacíficas. Foto: ONU

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU condena fortemente "ataques contra militares no Egito", que deixaram pelo menos seis pessoas mortas e várias outras feridas nesta segunda-feira.

Segundo agências de notícias, as ações contra policiais e soldados foram realizadas em duas cidades, Ismailiya e Sinai. No domingo, pelo menos 50 pessoas já haviam morrido durante protestos no país.

Apoio

Em nota  divulgada por seu porta-voz, Ban Ki-mon também condena a violência de domingo e envia condolências às famílias das vítimas.

Durante os protestos, houve conflitos entre forças de segurança e integrantes da Irmandade Muçulmuna, que apoiam o presidente deposto Mohamed Mursi.

Ban já havia destacado a importância de manifestações pacíficas e do compromisso com a não-violência. O Secretário-Geral voltou a ressaltar a necessidade da inclusão política e do respeito aos direitos humanos, como a base para uma transição pacífica e democrática no Egito.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 15 DE SETEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 15 DE SETEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930