Ban lamenta morte de capacete azul na RD Congo

Ouvir /

Soldado de paz das Nações Unidas foi atingido durante um ataque do grupo rebelde M23 em Goma; cidadão tanzaniano não resistiu aos ferimentos contraídos em agosto.

Secretário-Geral condena ataque contra capacetes azuis. Foto: ONU/Saw Lwin

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O Secretário-Geral da ONU expressou condolências após a morte de um capacete azul da organização na República Democrática do Congo, RD Congo.

O soldado de paz foi ferido no mês passado, durante conflitos no leste do país. No dia 28 de agosto, integrantes do grupo rebelde M23 atacaram um posto da ONU perto dos montes Kibati, a 15km da capital do Kivu Norte, Goma.

Proteção

Trata-se do segundo elemento a morrer após o ataque, que deixou feridos vários membros da Missão de Estabilização das Nações Unidas na RD Congo, Monusco.

O incidente ocorreu quando a missão apoiava uma ação das forças armadas do governo, com o objetivo de proteger áreas habitadas por civis em Goma. Numa nota, o Secretário-Geral condenou nos termos mais fortes o ataque contra os capacetes azuis da Monusco.

Ban Ki-moon enviou condolências à família do soldado e ao governo da Tanzânia, o país da vítima. Segundo as Nações Unidas, durante o último ano, os rebeldes do grupo M23 tem tido repetidos confrontos com as forças do governo.

A onda de violência no Congo já provocou mais de 100 mil deslocados, no que agravou a crise humanitária na região.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 02 DE OUTUBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 02 DE OUTUBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2014
S T Q Q S S D
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031