Relatório sobre armas químicas deve esperar resultados de laboratório

Ouvir /

Porta-voz do Secretário-Geral, Martin Nesirky, afirmou que não há prazo para entrega do documento; segundo ele, é preciso esperar os testes com amostras retiradas da Síria; nesta sexta-feira, Ban falou aos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança sobre o tema.

Martin Nesirky

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, fez, esta sexta-feira, um relato dos trabalhos da Missão da ONU na Síria aos membros permanentes do Conselho de Segurança, conhecidos como P5.

Segundo o porta-voz Martin Nesirky, Ban detalhou o que os investigadores fizeram desde que chegaram ao país em 18 de agosto. No curso das operações, eles visitaram hospitais e áreas afetadas pelos alegados ataques químicos, entrevistaram médicos e vítimas e colheram amostras dos locais.

Reunião

Antes da reunião com representantes da China, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e Rússia, Ban conversou por telefone com o chefe da missão, Ake Sellström.

Nesta sexta-feira, último dia da equipe na Síria, os inspetores visitaram um hospital militar para colher informações sobre um susposto ataque com armas químicas a militares sírios. O pedido desta última investgação foi feito por carta pelo governo da Síria à ONU.

Nesirky afirmou que o grupo deixa a Síria neste sábado e segue para Haia, na Holanda, onde fica a sede da Organização para a Proibição de Armas Químicas.

Laboratórios

As amostras e as provas colhidas no país vão ser levadas para exames em laboratórios na Europa.

O chefe da missão não virá para Nova York. Ele vai acompanhar os trabalhos de análise do material. Sellström fará um relato oral sobre as operações ao Secretário-Geral.

No sábado, Ban se reúne com a chefe de Desarmamento da ONU, Angela Kane, na sede das Nações Unidas. Ela acompanhou de perto os trabalhos de investigação na Síria.

Relatório Final

Nesirky deixou claro que o relatório final sobre o alegado ataque químico do dia 21 de agosto na Síria só será divulgado quando os laboratórios europeus concluírem os exames dos materiais coletados no país.

Segundo ele, a ONU vai tentar acelerar o processo mas não há prazo para o fim da análise.

Nesirky não especificou a data, mas disse que os inspetores de armas da ONU vão voltar à Síria para continuar com os trabalhos de investigação sobre o uso de armas químicas no país.

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 17 DE ABRIL DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 17 DE ABRIL DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

abril 2014
S T Q Q S S D
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930