ONU quer proteção dos que lutam pelos direitos de pessoas desaparecidas

Ouvir /

Grupo de especialistas em direitos humanos nota que parentes e grupos da sociedade civil sofrem intimidações e represálias; 30 de agosto é o Dia Internacional das Vítimas de Desaparecimentos Forçados.

Olivier de Frouville, presidente do Grupo de Trabalho sobre Desaparecimentos Involuntários

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

Um grupo de especialistas da ONU em direitos humanos pediu nesta sexta-feira maior proteção aos parentes e grupos da sociedade civil que lutam pelos direitos das pessoas desaparecidas.

O apelo marca o Dia Internacional das Vítimas de Desaparecimentos Forçados, neste 30 de agosto.

Represálias

Os integrantes do comitê e do grupo de trabalho das Nações Unidas sobre o tema notam que os que lutam pelos direitos dos desaparecidos forçados são sujeitos à intimidação e represálias.

Segundo os especialistas, muitas vezes, as famílias dos desaparecidos são as únicas vozes pedindo pela verdade, justiça e indenização, além de relatarem em seus países e internacionalmente, os apuros das vítimas.

Falta de Verbas

Por conta desse papel, muitos são intimidados e enfrentam obstáculos ao seu direito de prevenir e de combater os desaparecimentos forçados, afirmam os relatores da ONU.

O grupo de trabalho nota ainda que a falta de fundos é um desafio constante para ONGs que lutam pela justiça dos desaparecidos e apoiam as famílias das vítimas.

Proteção

Os especialistas da ONU em direitos humanos pedem aos Estados-membros que reforcem medidas para proteger famílias e grupos da sociedade civil e previnam e punam atos de intimidação, perseguição e represália.

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE DEZEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE DEZEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2014
S T Q Q S S D
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031