Fortes chuvas e enchentes afetaram milhares de pessoas no Sudão

Ouvir /

Governo calcula que 530 mil sudaneses tenham sido atingidos desde o início de agosto; Cartum, a capital, foi a região mais danificada; Ocha e OMS estão ajudando nas operações humanitárias e de saúde.

Cheias no Sudão afetaram aproximadamente 530 mil pessoas. Foto: Ocha/Rodraksa

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York..

As fortes chuvas e enchentes no Sudão afetaram aproximadamente 530 mil pessoas por todo o país. Pelo menos, 74 mil casas foram danificadas ou destruídas por causa das águas.

Segundo o governo sudanês, Cartum, a capital, foi a região mais atingida pelas tempestades e os alagamentos que começaram no início de agosto. Até agora, 180 mil pessoas estão sofrendo de alguma forma.

Epidemia

O Ministério da Saúde do Sudão e a Organização Mundial da Saúde acompanham a situação da água parada em diversas regiões para evitar o surgimento de alguma epidemia.

O Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha, trabalha junto com outras agências humanitárias no fornecimento de água e alimentos. Eles ajudam ainda nos serviços de saneamento básico e de saúde.

Operações

A Ong "Médicos Sem Fronteiras" atende a 110 mil pessoas por dia no país.

O governo sudanês coordena as operações e a resposta geral de emergência. A Federação Internacional da Cruz Vermelha e as Sociedades do Crescente Vermelho fizeram um apelo por US$ 990 mil, aproximadamente R$ 2 milhões, para atender a 35 mil pessoas.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE NOVEMBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 24 DE NOVEMBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

novembro 2014
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930