Unesco repudia violência e danos a patrimônio mundial na Síria

Ouvir /

Castelos Crac de Chevaliers refletem arquitetura dos séculos 11 e 13, durante as Cruzadas; conflito no país já matou mais de 100 mil pessoas. 

Crac de Chevaliers. Foto: Unesco/Silvan Rehfeld

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, condenou a violência e os danos causados a um patrimônio mundial da Humanidade.

Em comunicado, a diretora-geral da agência, Irina Bokova, disse que está chocada com a destruição de patrimônios culturais.

Propriedade

Ela citou as imagens de mídia mostrando danos a um dos monumentos inscritos na Unesco, o Crac de Chevaliers. Os dois castelos são uma fortaleza que reflete a arquitetura dos séculos 11 e 13, durante as Cruzadas.

Bokova disse que os autores dos ataques aos monumentos devem parar com a destruição imediatamente. Ela ainda pediu a todos os lados do conflito na Síria que protejam os patrimônios mundiais e a propriedade cultural do país.

Na última sessão da Unesco no Camboja, a agência adicionou seis sítios à lista de Patrimônios Mundiais sob Risco por causa do conflito.

Herança

Irina Bokova afirmou que destruir a herança, que é o legado de um país às gerações futuras, não tem outro objetivo a não ser o aprofundamento do ódio e do desespero.

A guerra civil na Síria já matou 100 mil pessoas desde março de 2011, quando manifestantes saíram às ruas para protestar contra o regime do presidente Bashar al-Assad.

 

 

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 21 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 21 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031